OSTEOARTRITE EM CÃES E GATOS

Seu pet está com dificuldade para andar ou levantar-se? Já reparou se ele passa mais tempo deitado do que o habitual? Subir ou descer escadas se tornou uma tarefa complicada? Tudo isso pode ser um sinal de que o seu melhor amigo esteja sentindo alguma dor.

A dor crônica é sinal de que algo não vai bem no organismo. E uma dor sem controle pode provocar estresse, alteração no ciclo do sono, além de induzir a comportamentos agressivos.

Mas identificar que o seu pet está com dor não é o suficiente. É preciso saber a causa.

Com o aumento da expectativa de vida de cães e gatos, doenças relacionadas à velhice passam a ser mais frequentes. Uma das mais comuns em cães, é a osteoartrite, uma doença degenerativa crônica que afeta ossos e tecidos moles de articulações. Ela é também uma causa comum de dor crônica entre os animais, principalmente os idosos.

Apesar de haver sinais claros de que os pets estão sentindo alguma dor, nem sempre é tão fácil assim identificá-la, pois a dor possui diferentes graus: leve, moderado e severo. E os sinais clínicos se apresentam de forma diferente, dependendo da intensidade da dor.

Os sinais clínicos de osteoartrite no gato diferem consideravelmente dos observados em cães. O gato, por ser leve e ágil, pode facilmente esconder os sinais clínicos da doença. Por vezes, os únicos sinais associados podem ser tão sutis como a diminuição de atividade, redução da capacidade de salto e um estilo de vida mais reservado.

A obesidade é reconhecida como um fator de risco para a osteoartrite, tanto em cães como em gatos. Em animais com osteoartrite, a redução de peso e o repouso são indicados, já que reduzem o esforço sobre a articulação.

Para o controle da dor, medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos podem ser solicitados pelo Médico Veterinário. Entre os tratamentos complementares, o uso de suplementos à base de condroprotetores (como a condroitina e glicosamina) são amplamente utilizados, pois auxiliam na prevenção do desenvolvimento de novas lesões, além de auxiliar na redução dos sintomas da doença.

Animais que possuem predisposição à doença (raças de grande porte, animais obesos ou que pratiquem exercícios físicos regularmente) devem fazer uso dessas substâncias como um auxiliar na sua prevenção.

Identificou que o seu pet pode estar sofrendo de dores crônicas? Procure um Médico Veterinário da sua confiança. Somente ele poderá solicitar e realizar exames específicos para diagnosticar a causa da dor.

fonte: http://www.mundoanimal.vet.br/site/dicas_pet_view.php?t=Osteoartrite_em_c%C3%A3es_e_gatos_&d=26&