OTITE EM CÃES E GATOS

A otite é uma inflamação no ouvido, mais comum nos cães do que nos gatos. As raças de cães mais acometidas são as que possuem orelhas longas, como Cocker Spaniel, Cocker Americano, Basset Hound e Golden Retriever.

Ela pode ocorrer em um ou nos dois ouvidos. É classificada de acordo com a sua localização, podendo ser externa, média e interna.

Devido às particularidades da anatomia e fisiologia da orelha animal, o acúmulo de cerúmen é algo comum e pode gerar inflamações nos ouvidos. A higienização incorreta, o uso de produtos inadequados, o acúmulo de água após o banho, umidade e temperaturas elevadas do ambiente, traumas e até mesmo a presença de ácaros, fungos e bactérias podem causar processos inflamatórios da orelha interna e externa.

Os sintomas são:
– coceira constante, chegando a provocar feridas;
– balanço da cabeça com frequência;
– manutenção da cabeça torta, indicando incômodo;
– apresentação de secreção no canal auditivo, com excesso de cera;
– mau cheiro forte na região das orelhas;
– aumento da espessura da orelha (Otohematoma);
– perda de pelo nas orelhas ou ao redor;
– perda de equilíbrio;
– caminhadas em círculos;
– depressão ou irritabilidade.

Ao perceber algum desses sintomas, leve o seu animal ao Médico Veterinário para uma avaliação.

O veterinário irá examinar o conduto auditivo do animal, a fim de verificar a inflamação e observar se há algum objeto estranho. Se descartada essa possibilidade, ele poderá colher amostras de cera para verificar se há presença de fungos, ácaros e bactérias.

Em caso negativo, é comum que ele peça outros exames para identificar a causa da otite. Isso é importante, porque o tratamento deverá ser específico para ser efetivo, dependendo da origem do problema.

Vale ressaltar que se a otite for tratada a tempo, afetando apenas a área externa do ouvido (otite externa), o prognóstico será favorável. No entanto, se a doença tiver atingido o ouvido médio ou o interno, o prognóstico poderá ser reservado, com possibilidade de perda da capacidade auditiva, caso não haja intervenção veterinária.

A otite em cães e gatos é algo que pode ser evitado e, quando já presente, pode ser prevenido para que não atinja estágios mais graves, causando dor e desconforto no animal. Portanto, logo que o animal apresentar os primeiros sinais da doença, não perca tempo e leve-o para uma consulta com o Médico Veterinário.

fonte: http://www.mundoanimal.vet.br/site/dicas_pet_view.php?t=Otite_em_c%C3%A3es_e_gatos&d=28&