Cachorro pode comer pizza? Quais são os riscos?

No fundo, todo tutor sabe que não deve dar alimentos muito gordurosos para os pets. Afinal, se em geral eles já não são considerados opções saudáveis para nós, é de se esperar que sejam ainda menos recomendados para os cães. Pensando nisso, será que cachorro pode comer pizza?

Ao ver o amigo de quatro patas ao redor da mesa após a chegada do deliveryé comum não resistir e querer dar um pedaço do que estamos comendo para ele, levando à pergunta: cachorro pode comer pizza? Quais são os riscos de oferecer esse tipo de alimento ao pet?

Entenda por que você não deve dar pizza para cachorro

Há inúmeros motivos para resistir à tentação de dar um pedaço de pizza para o pet. Em primeiro lugar, trata-se de um alimento muito rico em carboidratos e gorduras, o que favorece o ganho de peso e, consequentemente, o surgimento de outros problemas de saúde.

Não bastasse isso, boa parte dos sabores de pizza tem o queijo como um de seus ingredientes. Derivado do leite, o alimento pode trazer problemas para indivíduos com intolerância à lactose, um quadro muito comum entre os cães adultos.

Por fim, é importante considerar que tanto o molho de tomate quanto o recheio da pizza podem conter alimentos que não pode dar para cachorro, como alho e cebola. Ainda que não sejam tóxicos, outros ingredientes, como calabresa apimentada, também são prejudiciais.

Entre as reações adversas mais comuns após o consumo de pizza pelos cachorros estão vômitos e diarreias. Dependendo da sensibilidade individual de cada cão e da quantidade, alguns cachorros podem desenvolver problemas mais graves, como a pancreatite. Assim, pizza é uma das comidas que não pode dar para cachorro.

Nem um pedacinho?

Poucos tutores teriam coragem de dar um pedaço inteiro de pizza para o cachorro. Ao perguntarem se cachorro pode comer pizza, o que muitos querem saber é se um pedacinho pequeno vez ou outra pode trazer consequências graves.

Embora a possibilidade exista, é pouco provável que um único pedacinho do alimento prejudique gravemente a saúde de seu amigo, ainda que ele possa apresentar sintomas temporários, como vômitos, diarreias e desconforto abdominal. 

Contudo, de acordo com a Dra. Ana Paula Sanches Barcelos, médica-veterinária das clínicas Petz Iguatemi Esplanada e Petz Tauste, no interior de São Paulo, é sempre melhor evitar dar ao pet esse tipo de alimento gorduroso, assim como os ultraprocessados.

“Eu não recomendo, pois, a partir do momento que o pet experimenta e gosta de algo novo, ele sempre vai pedir”, alerta a veterinária. Assim, vai ficando cada vez mais difícil para o tutor resistir aos olhares pedintes do cachorro. Ou seja, se não quiser ter o pet implorando por comida sempre que vir alguém saboreando alguma coisa, seja consistente e nunca dê pizza para cachorro.

Alguns petiscos naturais são comidas que pode dar para cachorro, como frutas e legumes permitidos para cães. Nesse caso, procure dá-los apenas durante as sessões de adestramento ou entre as refeições do pet. Isso porque o excesso pode levar o cão a dispensar a alimentação de base.

Meu cachorro comeu pizza por acidente, o que fazer?

Cães são pets muito espertos e ligeiros. No dia a dia, não é raro pegá-los no flagra, surrupiando quais alimentos não pode dar para cachorro sem a nossa autorização. Se isso acontecer, fique atento.

“Você deve observar o pet principalmente em relação a sinais como apatia, vômitos e diarreias após a ingestão desse tipo de alimento, pois podem ocorrer complicações, como gastroenterite, pancreatite e até problemas nos rins”, alerta a Dra. Ana Paula. Nesses casos, um médico-veterinário deverá ser consultado.

fonte: https://www.petz.com.br/blog/bem-estar/cachorro-pode-comer-pizza/